Alguém já te pediu o nome emprestado? E para tirar alguma coisa no seu cartão de crédito?

 

Confira 3 dicas para não ficar com o nome sujo por ajudar alguém

 

1 – Quem ama diz não!

A gente sabe que é difícil dizer não – até para quem merece!

Mas guarde essa frase:

Ninguém nunca vai se preocupar com o seu nome limpo mais do que você!

Na hora do aperto, quando as pessoas são obrigadas a entrar no modo de sobrevivência, é uma tendência natural pensar primeiro em si mesmo.

E aí, a pessoa que já estava numa situação difícil pode priorizar as suas próprias despesas e até deixar de lado o pagamento combinado entre vocês.

Um dos motivos que mais leva as pessoas a ficarem negativadas é justamente esse: a dificuldade em dizer não para quem pede emprestado.

Se você está nessa situação, explique para o seu parente ou amigo o que aconteceria com a sua família se você fosse negativado.

Além disso, você pode ajudar seu amigo de uma outra forma. Pode ser um plano para ele sair das dívidas, uma proposta para ganhar renda extra ou organizando o orçamento.

Mas não corra o risco! Negue para não ser negativado!

 

2 – Seja o chato do bem

Se você já emprestou o nome para alguém, veja as dicas para garantir que isso não vai prejudicar o seu futuro.

  • Mantenha o contato próximo com a pessoa. Converse pessoalmente com ela sobre a importância de manter o pagamento em dia.
  • Entre em contato antes e durante o dia combinado para o pagamento. Com essa rotina, você reforça a necessidade que você tem de receber o dinheiro de volta.

 

3 – Peça garantia

Você já foi legal demais emprestando o seu nome sem exigir fiador ou cobrar juros, por exemplo. E outras coisas que um banco certamente faria.

Isso não significa que você não deve proteger o seu nome. Pedir garantias é o jeito mais justo de aumentar a responsabilidade de quem pediu o seu nome emprestado. E ao mesmo tempo não prejudicar o seu bolso, caso a pessoa não possa pagar o combinado.

A garantia pode ser combinada entre vocês. Pode ser um bem no valor do valor a ser pago, um contrato em cartório, ou até um cheque pré-datado.

O coração não pode mandar no bolso, nem o bolso arranhar o coração de duas pessoas que se gostam.

Siga as dicas, mas sem culpa. E no que mais precisar, conte com a gente. 😉