Veja quais informações você precisa incluir

A cada mês, são compensados em média 41 milhões de cheques no Brasil. Você sabe como preencher cheque sem erros? É importante colocar todas as informações de forma correta para evitar fraudes e garantir que o pagamento seja feito.

O número na parte superior à direita deve ser bastante legível e sem rasuras. Uma sugestão é colocar o símbolo # antes e depois do número. Isso evita que alguém mude o valor que será descontado.

Ao escrever a quantia por extenso, coloque o valor entre parênteses para que ninguém modifique o que você escreveu. Também é importante fazer uma linha no espaço que sobrar. Assim você terá mais segurança.

com preencher cheque - Serasa Ensina

Na linha que começa com “a”, você deve incluir o nome de quem vai receber o pagamento. Pode ser uma pessoa ou uma empresa que receberá o seu cheque.

No local e data, você precisa colocar o nome da cidade em que você está e o dia em que o cheque foi preenchido.

E a sua assinatura deve ser igual à do seu RG e do cadastro no seu banco. Se houver diferença nas assinaturas, o cheque pode não ser aceito.

 

Por que cruzar um cheque?

Ao cruzar o cheque, o pagamento fica ainda mais seguro. Isso acontece porque essa sinalização indica que quem estiver com o seu cheque não pode sacar o dinheiro no caixa.

Os cheques cruzados só podem ser depositados na conta. E se for um cheque nominal a alguém específico, o depósito só pode ser feito na conta dessa pessoa.

 

O cheque pode ser recusado?

Nenhuma loja é obrigada a aceitar cheques. Mas se o pagamento não for aceito, essa informação deve ficar em local bem visível.

Também é possível aceitar cheque, mas recusar o pagamento de “outras praças” (outras cidades) ou de empresas. Mas a loja não pode recusar o cheque por causa do tempo de abertura da conta corrente.

Agora que você já sabe como preencher um cheque, que tal definir quando é melhor pagar com débito ou crédito?

 

O que acontece com cheque sem fundo?

Quem tem algum cheque devolvido por falta de fundos pode ficar com uma restrição no CPF. Se um cheque seu for apresentado duas vezes ao banco e não tiver fundos para ser quitado, o seu nome vai para o CCF (Cadastro de Emitentes de Cheque sem Fundo).

Com isso, o banco vai ser proibido de te dar novos talões de cheque. Além disso, a instituição financeira também pode decidir se encerra a sua conta.

Confira se o seu CPF tem alguma restrição ou se algum cheque sem fundo foi emitido no seu nome.

Consulte grátis o seu CPF